Elétrica

Como vender energia solar do jeito certo

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 30 de março de 2022
Junte-se a mais de 15.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe como vender energia solar da sua residência ou empresa?

Neste artigo, você vai descobrir finalmente como vender energia solar da sua residência ou empresa do jeito certo..

Portanto, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo. Nele você vai aprender sobre:

E se você gostou do que vem por aí, então não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos nas redes sociais, para que eles possam aprender como vender energia solar do jeito certo.

Como vender energia solar do jeito certo

Nos últimos anos o custo da energia elétrica no Brasil disparou e por isso pessoas e empresas têm investido cada vez mais na instalação de sistemas solares fotovoltaicos.

Mas muitas pessoas e empresas também têm enxergado a possibilidade de vender energia solar como uma forma de ganhar muito dinheiro e torná-la um tipo de negócio.

Assim, quando surge o interesse pela energia solar fotovoltaica, dentre as dúvidas mais recorrentes destaca-se:

Mas então porque vender energia solar e será que vale a pena, é o que vamos entender a partir de agora.

Porque vender energia solar

Se você tem um sistema solar fotovoltaico e gera muita energia, então você pode vender energia elétrica e ganhar dinheiro.

Mas, se você tiver um sistema fotovoltaico residencial, você também pode utilizar os excedentes como crédito na conta de energia.

Confira abaixo quem pode vender energia solar no Brasil.

Quem pode vender energia solar

Na teoria, todo consumidor que possui cadastro ativo no Ministério da Fazenda através de um CPF ou um CNPJ pode se tornar um autoprodutor de energia.

Seja ele um consumidor residencial, comercial, industrial ou do agronegócio.

Neste caso, ele tem direito à concessão para conectar um sistema gerador de energia elétrica próprio.

Esse sistema pode ser através de fontes hidráulica, solar, eólica, biomassa ou cogeração qualificada, paralelamente às redes de distribuição das concessionárias.

Mas na prática, para comercializar a energia solar é preciso seguir as exigências abaixo do segmento de geração distribuída, confira.

Como vender energia solar através da microgeração e minigeração distribuída

Em 2012 a ANEEL que é a Agência Nacional de Energia Elétrica criou a Resolução Normativa nº 482.

Sendo que essa resolução foi atualizada posteriormente pela Resolução Normativa nº 687, de 2015.

Mas na prática, essa resolução da ANEEL, regulamentou o acesso de microgeração e minigeração distribuída aos sistemas de distribuição de energia elétrica nacional.

Mas então o que é microgeração e minigeração distribuída e em qual tipo de geração você deve se enquadrar, confira abaixo.

Como vender energia solar com microgeração distribuída

A microgeração distribuída é uma categoria para representar um tipo de sistema gerador de energia elétrica de pequeno porte.

Na prática, eles possuem uma potência instalada inferior ou igual a 75 quilowatts (kW) e que utilizam das fontes citadas anteriormente.

Ou seja, ele pode gerar energia através de fonte solar fotovoltaica, ou hidráulica, eólica, biomassa ou cogeração qualificada, paralelamente às redes de distribuição das concessionárias.

Mas o que é a minigeração distribuída, é o que vamos conferir agora.

Como vender energia solar com minigeração distribuída

A minigeração distribuída possui uma capacidade de potência instalada superior à micro geração distribuída.

Neste caso, o sistema gerador de energia elétrica possui uma potência instalada superior a 75 kW e menor ou igual a 3 megawatts (MW).

Na prática, essa minigeração distribuída de energia deve ser exclusivamente fonte hídrica ou menor ou igual a 5 MW para as fontes solar, eólica, biomassa e cogeração qualificada.

Mas vamos conferir agora como vender energia solar fotovoltaico residencial.

Como vender energia solar residencial

Para “vender” a energia solar gerada na residência, seria necessário que você consiga produzir energia em excesso.

E este excesso de energia será emprestado à rede distribuidora de energia local.

Ou seja, na prática é como se você estivesse sendo obrigado a vender a sua energia gerada para a sua concessionária local.

Mas a verdade é que usuários comuns residenciais não poderão comercializar sua energia gerada, entenda abaixo.

Como vender energia solar a distribuidora de energia local

Neste modelo de venda da sua energia solar ou crédito a distribuidora local, você não receberá dinheiro, mas créditos de energia.

E cada energia emprestada à rede de distribuidora local, será considerada como um crédito do mesmo valor que é válido por até 60 meses.

Mas é importante destacar que é necessário que você tenha uma instalação solar fotovoltaica do tipo On Grid.

Esse é o tipo de instalação fotovoltaica mais usada em todo o mundo e principalmente nas residências.

Na prática, esse tipo de instalação é ligado diretamente à rede elétrica da sua distribuidora local.

Mas então, não tem nenhum jeito de vender essa energia nem para amigos e vizinhos próximos, é o que vamos conferir agora.

Como vender energia solar para amigos e vizinhos

Infelizmente ainda não é possível fazer a comercialização da energia elétrica através de pequenos produtores de energia.

Na prática, se você não faz parte dos consumidores que recebem energia em alta tensão, do grupo A.

E se você também não possui demanda contratada acima de 500 kW, então você faz parte do ambiente de contratação regulado (ACR) que citamos mais adiante.

Neste caso, você não poderá comercializar a venda de energia solar para o seu amigo ou vizinho.

E também não poderá comercializar a venda de energia elétrica para a sua concessionária de energia local, apenas através de créditos.

Mas há um detalhe importante importante que você precisa saber sobre a geração compartilhada.

Mesmo que você não consiga vender diretamente a sua energia gerada para parentes, amigos e vizinhos, você pode compartilhar essa energia gerada com todos eles, confira abaixo.

Como vender energia solar através da geração compartilhada

Se você tem um sistema solar fotovoltaico residencial, você já consegue compartilhar esse excedente de energia gerada com outras pessoas.

Na geração compartilhada, é possível transferir os créditos de energia gerada entre casas ou propriedades.

E na prática, a distribuidora de energia local irá abater o valor desses créditos recebidos sobre a fatura mensal.

Neste caso, é possível transferir a conta de energia entre CPFs/CNPJs diferentes,desde que firmado em contrato.

Também é possível realizar essa transferência de energia compartilhada através de cooperativas e consórcios de pessoas ou empresas.

E também seria possível formar até um grupo de empresas ou amigos para construir um gerador de energia solar de maior geração de energia e depois dividir esta produção de energia.

Neste caso, é importante destacar que é necessário que todos envolvidos no consórcio/cooperativa estejam dentro da mesma área de cobertura da distribuidora de energia.

Mas se você tiver um ponto de comércio em seu nome em algum lugar da cidade e gostaria de abater os créditos, você também pode fazer isso.

Confira abaixo como funciona o autoconsumo na geração compartilhada.

Como vender energia solar para autoconsumo

Assim como é possível compartilhar energia para amigos, parentes e vizinhos.

Também será possível compartilhar essa energia principalmente em casos de pessoas que possuem outros imóveis ou pontos de comércios em seu nome.

Neste caso, você já consegue transferir seus créditos de energia para essas unidades consumidoras.

Isso se chama autoconsumo remoto e é caracterizado por unidades consumidoras de titularidade de uma mesma pessoa jurídica, incluídas matriz e filial.

Ou também para pessoa física que possua unidade consumidora com microgeração ou minigeração distribuída.

E mesmo que esteja em local diferente das unidades consumidoras, dentro da mesma área de concessão ou permissão da distribuidora de energia local.

Mas se você é um grande produtor de energia, saiba que existem um grande mercado de comercialização de energia no Brasil para você.

Neste caso, é necessário compreender que, no Brasil, existem dois grandes tipos de mercados de energia elétrica. 

Confira abaixo como vender energia sobre no mercado para o Ambiente de Contratação Livre (ACL) e o Ambiente de Contratação Regulada (ACR).

Como vender energia solar no mercado de comercialização de energia

Se você é um grande gerador de energia no Brasil, então existem dois grandes mercados de comercialização de energia que você precisa conhecer.

O primeiro é a comercialização de energia através do ambiente de contratação regulado ou ACR, onde os consumidores cativos fazem parte.

E o segundo é o ambiente de contratação livre ou ACL, onde quem faz parte são os consumidores livres.

Na imagem abaixo é possível visualizar um resumo de como funciona esse ambiente de contratação, confira.

Como vender energia solar conforme o tipo de contratação ACR ou ACL

Vamos começar explicando como cada um deles funciona, confira abaixo.

Como vender energia solar para consumidores livres

Os consumidores do mercado livre são aqueles que podem contratar energia diretamente das fontes geradoras.

Esse tipo de comercialização também é conhecido como ACL ou ambiente de contratação livre.

Neste caso, estamos falando por exemplo de hidrelétricas, termelétricas, ou de outras empresas comercializadoras, como concessionárias e permissionárias.

Neste tipo de contrato é negociado uma série de detalhes como o valor da tarifa, o prazo e o volume.

Um detalhe importante deste modelo de contrato é que os valores ficam travados no contrato dando previsibilidade para o consumidor.

Assim, cada unidade consumidora desse mercado paga por duas ou mais contas de energia.

Ou seja, uma pela distribuição (devida à distribuidora local) e outra pela tarifa de energia contratada.

No mercado livre são encontrados alguns consumidores do grupo A (Alta tensão), que possuem demanda contratada superior a 500 kW (quilowatts).

Como vender energia solar para consumidores cativos

Os consumidores cativos são aqueles que compram a energia das concessionárias e distribuidoras às quais estão conectados.

Eles também são conhecidos pela sigla ACR e representam um tipo de comercialização de energia através do ambiente de contratação regulado.

Neste caso, o consumidor paga uma fatura mensal, sendo cobrado o valor atribuído à distribuição e ao consumo de energia elétrica devido à distribuidora.

Diferente do modelo citado acima, as tarifas serão reguladas pelo Governo.

Na prática, podemos dizer que todos os consumidores serão um consumidor cativo.

Isso acontece porque aqui são encontrados os consumidores do grupo B (baixa tensão) e a maioria dos consumidores do grupo A (alta tensão).

Mas se você é um grande gerador ou produtor de energia, então você pode se enquadrar nas regras abaixo e conhecer as 2 maneiras de como vender energia solar, confira.

2 maneiras de como vender energia solar no Brasil

Se você é um grande produtor ou gerador de energia, então vamos entender como vender energia solar e ganhar dinheiro de duas maneiras diferentes.

Você pode vender energia solar através de leilões que são regulados pela ANEEL ou através através do mercado livre de energia.

Se você ainda não conhece nenhuma dessas formas que ensinam como vender energia solar, então vamos explicar agora.

Como vender energia solar em leilões

No Brasil, toda a geração e também a entrega da energia elétrica é de responsabilidade da ANEEL.

E a ANEEL faz a contratação de energia pelo menor valor de mercado, através de leilões oferecidos a empresas.

Essas empresas são as concessionárias, permissionárias e autorizadas de serviço público de distribuição de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Ou seja, essas empresas disponibilizam um atendimento totalmente voltado para os leilões, que são realizados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica ou CCEE que é vinculado à ANEEL.

Na prática, esses leilões são realizados em diferentes categorias como Vendas, Fontes Alternativas, Excedentes, Estruturante, Energia de Reserva, Compra, Ajuste e outros.

Na realidade, quem participa são os grandes projetos de usinas solares que competem pela venda da energia ao menor custo.

Ou você também pode ser um produtor ou gerador de energia solar através de projetos de menor escala e vendê-la dentro do mercado livre de energia que iremos explicar agora.

Como vender energia solar no mercado livre de energia

No mercado livre de energia é uma forma de negociar os critérios de venda da energia elétrica em um ambiente de contratação livre.

Ou seja, ele permite a comercialização de energia e estimula a livre concorrência entre produtores e geradores.

Isso ajuda a tornar os custos para compra de energia elétrica mais acessíveis.

Mas para vender energia solar no mercado livre de energia é necessário atender a alguns requisitos mínimos.

  • O primeiro requisito é ser um autoprodutor ou gerador de energia solar associado à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).
  • Também deve ter uma capacidade de produção de energia para a demanda entre 500 kW e 3 MW.

Estas regras são válidas para tanto para a geração de energia solar, quanto para a geração eólica, hidráulica e também de biomassa.

E caso você não se enquadre às normas da CCEE, não é possível vender a energia solar gerada.

Mas apenas recebe créditos da energia solar gerada podendo economizar até 95% da conta de luz.

Na prática, este tipo de modelo de contratação pode ajudar o consumidor a escolher o seu próprio fornecedor de energia.

Assim, será possível fazer uma negociação de preços, preferências e conveniências, e fazer negócios de uma forma mais independente